segunda-feira, 28 de julho de 2014

A CURA DO SABÃO NO PROCESSO DE SAPONIFICAÇÃO A FRIO

Sobre a cura do sabão, importantíssimo!!!
Tenho visto muitos saboeiros dizendo que deixa apenas 30 dias e alguns até eliminado esse período tão importante no processo artesanal e isso é um perigo porque muitas vezes o sabonete ainda não esta maduro o suficiente para uso. será que você compraria um queijo antes da cura, com certeza o sabor não seria o mesmo e a qualidade seria questionável....com sabonete artesanal é a mesma coisa!!!   
Não existe nenhum livro e nenhum saboeiro de renome e que faça parte da saboaria artesanal ( Melinda Coss, Susan Miller Cavith, Ann Bramson's só para citar os mais antigos) que afirme que o sabão esta pronto em 72 horas e sim que "a soda continua agindo pelo período de cura"......o pH do sabão quando passa pela fase gel é definido em 72 horas, sabão que não passou pela fase gel completa e com grande porcentagem de agua pode ter a soda agindo por um período ainda maior que os 45 dias por isso o castille fica na cura tanto tempo há séculos, utilizando o mesmo processo. O que sei é que somente 80% das gorduras vão ser consumidas pela soda e por ser um "processo artesanal" a cura é essencial para a total neutralização, perda de acidez (tão prejudicial qto a soda), estabilidade e secagem, o sabão melhora como um todo tendo mais durabilidade no banho. Um sabonete embrulhado com celofane antes do período de cura fica enrugado porque temos a ação da soda sobre o papel e infelizmente por causa da pressa pude comprovar na pratica. Qualquer saboeiro responsável deixa seu sabonete curar e também pode comprovar a diferença usando um sabonete em 72 horas e um sabonete em 45 dias...nem digo 30 dias porque depende de vários fatores e em 30 dias ele pode ainda não estar adequado para uso. Processo artesanal é diferente de processo industrial, que tem tudo controlado e esse não é o caso da saboaria artesanal. 
Artesanal é diferente de industrial e artesão quer se profissionalizar como artesão e nem tem como bancar certos aparelhos utilizados em laboratório e por isso precisa ser consciente e fazer o artesanal com responsabilidade e conhecimento.....e cada um é responsável pelo que faz e pela fonte de informação que deve ser confiável.....na internet tem boas informações, mas também tem informações erradas e é necessário saber separar e aproveitar o que ela oferece de melhor. 
Outro detalhe importante quando o sabão é retirado da forma alguns sabonetes estão tão alcalinos que se estiver sem luva sua mão vai sentir, por isso deve ser retirado da forma com luvas e deve ser manipulado com luvas durante todo o período de cura. O uso de luvas é um recurso que protege você e o seu produto!!!
Artesanal feito com responsabilidade e conhecimento!!!

domingo, 1 de junho de 2014

O QUE É UMA SABOARIA ARTESANAL?

Na saboaria artesanal as bases são feitas a partir do zero, ou seja, os sabonetes são produzidos artesanalmente em pequenos lotes através de uma reação química simples chamada "saponificação". Essa reação química acontece na presença de ácidos graxos (óleos e gorduras vegetais ou animal) e uma base forte (hidróxido de sódio/hidróxido de potássio) que se transforma num sal, o sabão!!!
Fazer um sabão é simples e ao mesmo tempo complexo porque tem inúmeras variáveis envolvidas e com certeza é o que torna essa atividade tão prazerosa, excitante e viciante!
A possibilidade de escolher cada óleo, cada cor, cada erva e planejar cada detalhe nos porporcionam um prazer indescritível.
Muitas pessoas me perguntam como aprendi, então vamos lá...comecei a estudar o processo sozinha em livros e minhas mestras nos livros são a Melinda Coss e a Susan Miller Cavitch, depois percebendo a complexidade do processo e por fazer duas receitas que não ficaram satisfatórias comecei a procurar professoras que pudessem me ensinar, como no Brasil ainda não tínhamos professores procurando na internet terminei encontrando dois cursos que para mim foram imprescindíveis e esses conhecimentos de curso a distancia são validos até hoje quando estou executando uma receita. 
Na Europa, principalmente na França as saboarias são uma tradição e encontramos muitas espalhadas pelas cidades da Europa e o que é mais importante valorizam a produção local. Veja algumas das maiores e mais conhecidas nos endereços abaixo, são saboarias modernas, mas conservando a tradição.
http://www.smnovella.com/contents/storia-officina-1.html
http://www.marius-fabre.fr/visiter-la-savonnerie/le-musee-du-savon-de-marseille/
http://www.avignon-et-provence.com/savon-de-marseille/marius-fabre-soaps/#.Ux5UP_mwKRY
http://savonnerie-martin-de-candre.com/en/96-sachet-savons-cubes
Temos também muitas outras saboarias pequenas, como as abaixo:
https://www.youtube.com/watch?v=FRKW_j64S_Q
https://www.youtube.com/watch?v=Vkks0DS6UEo
https://www.youtube.com/watch?v=BH8CSssomyA
https://www.youtube.com/watch?v=4LijwHLgb44
https://www.youtube.com/watch?v=SaGIj3AUjIE
https://www.youtube.com/watch?v=edbP1rvj_7c
https://www.youtube.com/watch?v=69oE5rMDoS4
https://www.youtube.com/watch?v=vJyjgoTMdWk
No Brasil a saboaria artesanal e natural começou a ganhar força em 1995 quando a Conceição Fernandes começou a produzir através da saponificação a frio os primeiros sabonetes vegetais, com a facilidade de acesso a internet as pessoas interessadas nesse processo começaram a se encontrar através de grupos de discussão de sabonetes (yahoo groups) e ter mais acesso a informação sobre a tradicional "Savonnerie Artisanale".
Conseguimos reunir um grupo de quatorze pessoas, vou mencionar apenas as saboeiras que continuam juntas no grupo flor de laranjeira, temos a Conceição Fernandes da Barra de Sabão; Mara Maria da Bem Natural Saboaria, Derinha da Arte Sãs no Acre; Fernanda da Anandyn na Bahia; Ju Monteiro da Armazém Natural da Terra em São Paulo, Graça Tavares da Bio Ervas em Ituiutaba.
Nessa época conseguir matéria prima era uma verdadeira odisseia, no meu caso a soda vinha da farmaquimica no sul, alguns itens da casa das essencias poly e os óleos essenciais da ferquima e da laszlo......demorou para que conseguíssemos a palma em pequena quantidade e só a união entre as saboeiras fez que com que fosse possível nossa primeira compra então entendemos porque o uso da palma era tão importante.
Em 2008, reunimos tres grupos e fizemos nosso primeiro encontro e começou nossa luta para a legalização da saboaria, batemos em muitas portas até que a Graça Tavares conseguiu o apoio do sebrae e desde então temos com a orientação do sebrae seguindo em nossa luta. Temos uma petição publica para que possamos avançar na nossa luta e não deixe de participar, mesmo se apenas admira a arte, precisamos de pessoas que nos ajude a conseguir as 22 mil assinaturas e seguir em nossa luta.
Segue o link da petição:  http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=sabaoartesanal
Só retomamos os encontros em 2010 apenas com o grupo flor de laranjeira, estamos realizando o V ENCONTRO NACIONAL DE SABOARIA, em setembro nos dias 19, 20 e 21 de setembro, com muitas palestras, confraternização e troca de sabonetes.
Veja as fotos de alguns flagrantes do encontro do ano passado no hotel IBIS em Indaiatuba.
Luciana fala com paixão sobre e conhecimento sobre os óleos vegetais;

Daniela e sua palestra sobre "Beleza Inteligente".

Dânia e Felipe, fecharam com chave de ouro o ciclo de palestras do sabado.
Graça Tavares e sua palestra sobre o sabão bola, tradicional de Minas Gerais.


Os participantes concentrados, prestando muita atenção nas palestras que foram maravilhosas. Obrigada a todos os palestrantes!!!

terça-feira, 29 de abril de 2014

AGENDA DE MAIO DOS CURSOS PRESENCIAIS E CURSOS A DISTANCIA


Esse mês vamos ter uma turma especial aos sábados: 



Também teremos duas turmas iniciando e como são quase dois meses de aula, somente teremos outra turma em julho. As inscrições estão abertas e o numero de vagas é limitado!!!

domingo, 23 de março de 2014

O AZEITE DE OLIVA NA SABOARIA ARTESANAL


O primeiro sabonete vegetal foi feito apenas com azeite de oliva!!!
Ele é o preferido na saboaria artesanal por ser um óleo acessível, encontramos em qualquer supermercado ou armazém e seu preço embora alto ainda é o mais fácil de ser encontrado. Isso torna a saboaria artesanal acessível para as pessoas que não encontram com facilidade outros óleos em sua região.
Não é apenas o fato de ser um óleo acessível que o torna especial para as saboeiras e, sim o fato de ter todos os ácidos graxos e produzir o sabão mais suave da saboaria artesanal, indicado para todos os tipos de pele, inclusive as mais delicadas e sensíveis.

Não existe erros porque o sabonete de oliva não necessita que se equilibre seus ácidos graxos, mas ele pode ter uma validade menor se foi feita uma sobregodura muito alta. Seu período de secagem é mais longo, exigindo 90-180 dias ou mais para que fique firme.
Acho uma pena ler criticas por desconhecerem e não valorizarem como em outros localidades onde o sabonete artesanal tem seu valor e seu espaço. O sabonete artesanal é mais macio que o sabonete industrial e os brasileiros ainda não estão acostumados com as características do sabão ou sabonete artesanal. Um sabonete artesanal não é mole, não derrete, não tem cheiro de ranço, não é oleoso e limpa a pele delicadamente sem ressecar e sem deixar com a sensação que passou uma barra de massagem; se você usou sabonete artesanal com as características que citei é porque tinha algum erro de processo.

Muitas pessoas colocam uma grande porcentagem de sobre gordura tentando deixar o sabão mais suave e termina mudando as características do sabão que tem a função de limpar a pele; outras não colocam conservantes para deixar o produto ainda mais natural e com isso as vezes ele rança com mais facilidade. Não podemos esquecer que temos conservantes naturais.
O fato de muitas vezes o sabonete de oliva derreter ou ficar mole em contato com água, pode ser que o saboeiro por falta de experiência ou até mesmo desconhecer alguns detalhes da confecção do sabão esteja cometendo algum erro de processo, como o falso traço.
O sabonete artesanal é mais macio e não deve ser deixado em contato com a água. Existem varias maneiras de deixá-lo sempre seco e o ideal é secar e colocar numa saboneteira, o banheiro é um dos locais mais contaminados e dentro de uma saboneteira ele fica protegido!!!
É importante é deixar o seu sabão ou sabonete sem contato direto com água, outras maneiras de conservar o seu sabão é uma corda para deixar pendurado no registro do box ou uma saboneteira com vazão para a agua.
 Como sempre digo o sabonete artesanal pode ser o melhor ou o pior sabão/sabonete que vai utilizar, o "pior se não for bem feito" e "o melhor se for bem feito", porque sua durabilidade embora mais macio é mesma de outros sabonetes. E macio não quer dizer derreter na saboneteira e sim características diferentes, nem melhores, nem piores, apenas diferente e com a  vantagem de ser natural e proteger nossa pele e o meio ambiente.
E como o assunto é qualidade do sabão artesanal os critérios para analisar o sabão artesanal são:
- equilíbrio entre dureza e maciez, se apertar levemente com o dedo não pode marcar o sabão. 
- espumar em água fria e em agua quente, agua mole e água dura.
- deslizar quando em contato com a pele.
- ter uma espuma estável, mesmo que seja uma espuma cremosa(característica do sabão de azeite).
- seu desgaste deve por igual e terminar numa lasquinha, sem quebrar durante o banho.
- a principal função do sabonete é limpar!!! e deve ser enxaguado, por isso dificilmente vai deixar o perfume na pele, mas você pode manter a fragrância do seu sabonete com um óleo perfumado, uma agua perfumada, hidratante ou outro produto que gosta de usar após o banho.
- não deve ficar com a sensação de pele repuxando após o banho, se esse for o seu caso procure por sabonetes mais suaves e evite sabonetes com óleos essenciais bactericidas que tem a tendência de ressecar a pele.
- sabonetes esfoliantes e sabonetes bactericidas não devem ser usados diariamente, o uso é de no máximo duas vezes por semana em dias alternados.
- o ideal é que molhe as mãos, faça espuma e leve essa espuma ao seu corpo, massageando e enxaguando em seguida. Para se beneficiar com os óleos essenciais na pele, aguarde um pouco antes de enxaguar. Se gosta de utilizar buchas, devem ser escolhidas de acordo com o seu tipo de pele.
- seu perfume deve permanecer sem alteração do inicio ao fim.
- o óleo essencial perfuma de maneira mais sutil, portanto é mais suave que as essenciais sintéticas.
Entre as funções do sabão artesanal, temos benefícios extras  porque os óleos vegetais são de fontes renováveis,  sua espuma é biodegradável por não conter surfactantes sintéticos; a técnica utilizada é milenar, considerada segura para uso e por isso não é testado em animais, pode ser fabricado apenas com produtos vegetais e naturais, as fragrâncias podem ser de origem natural como os óleos essenciais, não tem resíduos em sua produção e portanto não produz resíduos que agridem o meio ambiente em nenhuma etapa da sua produção.
O sabonete artesanal feito a partir do zero é um produto amigo do meio ambiente, amigo da sua pele, deixa sua pele respirar e com o uso de óleos essenciais beneficia a mente, por exemplo um sabonete com menta peperita em sua formula te ajuda a acordar para enfrentar um dia de trabalho, as folhas de canela aquecem e abraçam dando sensação de aconchego, a lavanda cuida de você como um todo beneficiando todos os níveis (corpo, espírito e mente).
Desejo um banho alegre, saudável, com produtos amigos da pele, da alma e do planeta!!!
MARA MARIA
Formação em técnicas de saboaria a partir do zero, cosméticos naturais e perfumaria natural.
Possui a marca de Cosméticos Naturais e Artesanais "BEM NATURAL SABOARIA"
Ministra o curso de Saboaria Natural a partir do zero, Perfumaria e cosméticos naturais.
bemnaturalsaboaria@yahoo.com.br
mara_m511@yahoo.com.br
Copyright © DIREITOS RESERVADOS
Proibida reprodução total ou parcial, sem prévia autorização do autor.



domingo, 23 de fevereiro de 2014

AGENDA DE CURSOS DE MARÇO E ABRIL



Agenda de cursos março e abril
Saponificação a frio
Ensino a distancia: Inicio 18 de março
Presencial: 14 e 15 de março (apenas duas pessoas em cada curso)
                   11 e 12 de abril
                   25 e 26 de abril
                   30 de abril e 01 de maio: apenas uma vaga
Sabonete líquido natural
Ensino á distancia: Inicio 30 de abril
Presencial: 28 e 29 de março
Saponificação a quente – base hidro alcoólica
Ensino a distancia: Inicio 27 de março
Presencial: 21 e 22 de março           
Técnicas especiais – modulo ii saponificação a frio
Presencial: 04 e 05 de abril 
Obs: Preenchimento de vagas por ordem de pagamento de inscrição
INFORMAÇÕES:
Fone  55 11 40294823 ou 55 11 997615563
Palestras gratuitas online: 15 de abril as 19 horas (horário de Brasília) “Saboaria artesanal”, inscreva-se
·       Curta nossa pagina no Facebook:              https://www.facebook.com/bemnaturalsaboaria
·        Siga nosso blog e deixei seu e-mail que enviaremos o link da palestra: http://maramariasaboaria.blogspot.com.br/

domingo, 5 de janeiro de 2014

AGENDA DE CURSOS PRESENCIAIS E A DISTÂNCIA "JANEIRO 2014"

Inscrições abertas para os workshops de Saboaria Natural 

JANEIRO
CURSOS A DISTANCIA
DIA 16 de janeiro "SAPONIFICAÇÂO A FRIO" (sabonete/sabão em barra)
DIA 28 de de janeiro "SABONETE LIQUIDO NATURAL"

CURSOS PRESENCIAIS: acontecem em finais de semana, sabado e domingo
DIAS 25 e 26 de Janeiro SABONETE LIQUIDO NATURAL
DIAS 31 de janeiro 01 de fevereiro SAPONIFICAÇÃO A FRIO

Mais informações por email:
bemnaturalsaboaria@yahoo.com.br
mara_m511@yahoo.com.br

LITERATURA RECOMENDADA PARA INICIANTES EM SABOARIA

No post anterior falei sobre formação e sobre literatura, hoje vou falar sobre alguns livros que podem ajudar quem esta começando....são livros sobre saboaria com informações bastante interessantes e algumas receitas. Para quem optou por trabalhar com óleos essenciais, noções básicas sobre aromaterapia, indicação e contra indicação dos óleos essenciais, além de alguns livros sobre perfumaria natural. Com esses livros terão informações sobre todos os assuntos referentes a saboaria.
Ter informações confiáveis é muito importante e para quem quer investir aos poucos em livros especializados necessita de literaturas que possam conter o máximo de informações e a prioridade foi o máximo de informações no mesmo livro. Mesmo quem vai fazer um curso quando se tem alguma informação, facilita o aprendizado e até melhor aproveitamento nas aulas.
Como primeiros livros de saboaria recomendo os dois abaixo:
 Return to product informationTHE HANDMADE SOAP BOOK
AUTORA: MELINDA COSS
Podem ser adquirido nesse link ou pode ver em livrarias que vendem literatura estrangeira: 
http://www.amazon.com/gp/offer-listing/1580170846/ref=sr_1_1_olp?s=books&ie=UTF8&qid=1388864706&sr=1-1&keywords=melinda+coss&condition=new
Return to product information
THE NATURAL SOAP BOOK
AUTORA: SUSAN MILLER CAVITH
http://www.amazon.com/gp/offer-listing/0882668889/ref=tmm_pap_new_olp_sr?ie=UTF8&condition=new&sr=1-2-spell&qid=1388864830
SCIENTIFIC SOAPMAKING: The Chemistry of the Cold Process 
AUTOR: KEVIN M. DUNN
O livro de Kevin M. Dunn é para quem deseja leitura técnica, a parte química da saboaria. Um livro com partes bastante interessantes.



Para utilizar "óleos essenciais" é importante fazer um curso ou comprar alguns livros para adquirir noções básicas. contra indicações e seus usos....lembrando que produtos naturais também tem contra indicações e podem interagir com medicamentos e alguns são contra indicados em casos especifícos.
A legislação também determina porcentagens de uso dos óleos essenciais e significa que cada óleo essencial tem sua porcentagem determinada segundo pesquisas científicas, essa porcentagem não causa efeitos colaterais. Sabonetes e cosméticos também tem suas porcentagens diferenciadas, as porcentagens são mais generosas em produtos que não permanecem sobre a pele e restrição mais rigorosa em produtos que permanecem sobre a pele.
O primeiro livro que indicaria é a "A ARTE DA AROMATERAPIA", de ROBERT TISSERAND, mas encontra-se esgotado.
AROMATERAPIA / LAVABRE, MARCEL
AROMATERAPIA "A cura pelos óleos essenciais"
Autor: MARCEL LAVABRE
Editora Record
Esse livro além do básico tem indicações para pele e cabelo, pode ser encontrado facilmente em livrarias.
CapaAROMACOLOGIA
AUTORA: SONIA CORAZZA
Editora senac


Para saber um pouco sobre mais "perfumaria natural".

A Arte Dos Perfumes - Colônias, Óleos, Sabonetes, Sais de Banho, Velas
A ARTE DOS PERFUMES
AUTOR: NICOLAS DE BERRY
Editora senac
Nicolas foi um dos meus professores de perfumaria natural, não posso poupar elogios ao meu mestre que olha de maneira especial para cada aluno, tentando extrair o melhor, fazendo emergir toda a capacidade do aluno em ousar na criação.Na série dos perfumes históricos, encontrei no "L' imperatrice Sissi" a melhor fragrância que já senti até o momento, poderia dizer que a complexidade de suas notas me faz sentir num jardim paradisíaco.

Essências e AlquimiaESSÊNCIAS E ALQUIMIA
AUTOR: MANDY AFTEL
Editora Rocco
Depois do livro de Piesse, esse foi minha primeira leitura sobre perfumaria natural e partir desse livro eu adotei a perfumaria natural definitivamente. A sutileza dos óleos essenciais é para olfatos mais sensíveis que apreciam fragrâncias naturais, pessoas que estão mais ligadas a natureza.
 
E para encerrar a nossa lista básica, o livro de Septimus Piesse que pode ser baixado nesse link:
http://www.freeinfosociety.com/media/pdf/5078.pdf
Observação: Esse link foi acessado no dia 5 de janeiro de 2014.