segunda-feira, 28 de julho de 2014

A CURA DO SABÃO NO PROCESSO DE SAPONIFICAÇÃO A FRIO

Sobre a cura do sabão, importantíssimo!!!
Tenho visto muitos saboeiros dizendo que deixa apenas 30 dias e alguns até eliminado esse período tão importante no processo artesanal e isso é um perigo porque muitas vezes o sabonete ainda não esta maduro o suficiente para uso. será que você compraria um queijo antes da cura, com certeza o sabor não seria o mesmo e a qualidade seria questionável....com sabonete artesanal é a mesma coisa!!!   
Não existe nenhum livro e nenhum saboeiro de renome e que faça parte da saboaria artesanal ( Melinda Coss, Susan Miller Cavith, Ann Bramson's só para citar os mais antigos) que afirme que o sabão esta pronto em 72 horas e sim que "a soda continua agindo pelo período de cura"......o pH do sabão quando passa pela fase gel é definido em 72 horas, sabão que não passou pela fase gel completa e com grande porcentagem de agua pode ter a soda agindo por um período ainda maior que os 45 dias por isso o castille fica na cura tanto tempo há séculos, utilizando o mesmo processo. O que sei é que somente 80% das gorduras vão ser consumidas pela soda e por ser um "processo artesanal" a cura é essencial para a total neutralização, perda de acidez (tão prejudicial qto a soda), estabilidade e secagem, o sabão melhora como um todo tendo mais durabilidade no banho. Um sabonete embrulhado com celofane antes do período de cura fica enrugado porque temos a ação da soda sobre o papel e infelizmente por causa da pressa pude comprovar na pratica. Qualquer saboeiro responsável deixa seu sabonete curar e também pode comprovar a diferença usando um sabonete em 72 horas e um sabonete em 45 dias...nem digo 30 dias porque depende de vários fatores e em 30 dias ele pode ainda não estar adequado para uso. Processo artesanal é diferente de processo industrial, que tem tudo controlado e esse não é o caso da saboaria artesanal. 
Artesanal é diferente de industrial e artesão quer se profissionalizar como artesão e nem tem como bancar certos aparelhos utilizados em laboratório e por isso precisa ser consciente e fazer o artesanal com responsabilidade e conhecimento.....e cada um é responsável pelo que faz e pela fonte de informação que deve ser confiável.....na internet tem boas informações, mas também tem informações erradas e é necessário saber separar e aproveitar o que ela oferece de melhor. 
Outro detalhe importante quando o sabão é retirado da forma alguns sabonetes estão tão alcalinos que se estiver sem luva sua mão vai sentir, por isso deve ser retirado da forma com luvas e deve ser manipulado com luvas durante todo o período de cura. O uso de luvas é um recurso que protege você e o seu produto!!!
Artesanal feito com responsabilidade e conhecimento!!!

5 comentários:

  1. muito bom isso Mara Maria

    ResponderExcluir
  2. Gracias amiga por tu explicacion exelente <3 saludos

    ResponderExcluir
  3. Muito bem colocado. Conhecimento e responsabilidade são fundamentais para um bom produto.

    ResponderExcluir
  4. Olá Mara Maria, gostaria de sanar algumas dúvidas quanto à cura do sabão:
    - qual é o ambiente ideal: seco, úmido, quente, fresco?
    - o produto precisa estar arejado? se após 1 semana for colocado em recipiente plástico fechado, tem sua cura prejudicada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ambiente ideal seria uma adega.....rs....ambiente seco e sem umidade, temperatura ambiente sem grandes variações, sem luz solar direta.
      No período de cura o sabão esta secando (perdendo água) e por esse motivo deve ficar arejado e a parte que fica em contato com o local de cura deve ser alternado para que seque todos os lados. Se embalar o sabão antes da cura ele pode reagir com a embalagem e vai diminuir de tamanho, deixando uma folga na embalagem.....outra situação é transpirar dentro da embalagem e essa umidade vai diminuir a validade do seu sabão artesanal vegetal.

      Excluir